Infodemic, disinformation and vaccines: the circulation of content on social networks before and after COVID-19
[Liinc em Revista; Vol. 17 No. 1 (2021): Infodemic and Our Future; e5689]
Infodemia, desinformação e vacinas: a circulação de conteúdos em redes sociais antes e depois da COVID-19

Infodemic, disinformation and vaccines: the circulation of content on social networks before and after COVID-19

Resumo: A pandemia da COVID-19 está sendo acompanhada pela circulação de um grande volume de informações, em parte enganosas ou falsas, fenômeno conhecido como “infodemia”. A superabundância informativa dificulta a identificação de fontes confiáveis e pode afetar a adesão a medidas de contenção, como as vacinas. Neste artigo, investigamos os cem links sobre “vacina” que geraram mais engajamento nas redes sociais em 2020 e os comparamos com os de mais engajamento em 2018-2019, antes da pandemia. O objetivo é compreender os modos como a infodemia afeta o debate público sobre vacinação, como a desinformação aparece nessas conversações e quais são os posicionamentos, emissores e temas privilegiados. Identificamos que o engajamento médio aumentou 8,6 vezes e que a predominância de informações verificadas se manteve antes e durante a pandemia. Contudo, o engajamento da desinformação cresceu de maneira expressiva e seu perfil mudou: se em 2018-2019 predominavam os conteúdos totalmente falsos e emitidos por veículos não profissionais, em 2020 se destacam as informações distorcidas por manchetes sensacionalistas emitidas por veículos profissionais. Além disso, a instrumentalização política do debate sobre vacinação, presente nos dois contextos, chama a atenção para a relação entre desinformação e disputas narrativas. Esses resultados apontam a complexificação da infodemia e a necessidade de estratégias de combate à desinformação que levem em consideração os contextos econômicos e sociopolíticos da circulação de informações nas redes

Palavras-chave: Infodemic. Vacina. Desinformação. Rede Social.



Abstract: The COVID-19 pandemic is being accompanied by the circulation of a large volume of information, partly misleading or false, a phenomenon known as “infodemic”. The profusion of information makes it difficult to identify reliable sources and can affect adherence to containment measures, such as vaccines. In this article, we investigated the 100 links about vaccines that generated the highest engagement on social media in 2020 and compared them with those with the highest engagement in 2018-2019, before the pandemic. The objective is to understand how infodemic affects the public debate on vaccination, how disinformation appears in these conversations, and what are the positions, emitters, and privileged themes. We found that the average engagement increased by 8.6 times and that the predominance of verified information remained before and during the pandemic. However, the engagement of disinformation has grown significantly and its profile has changed: if the false content, emitted by non-professional vehicles, predominated in 2018-2019, the information distorted by sensationalized headlines emitted by professional vehicles stands out in 2020. Besides, the political instrumentalization of the debate on vaccination, present in both contexts, draws attention to the relationship between disinformation and narrative disputes. These results point to the infodemic complexity and the need for strategies to combat disinformation that take into account the economic and socio-political contexts of the informative circulation on the networks

Keywords: Vaccine. Disinformation. Social Networks. Infodemia.



Como citar
MASSARANI, L. M.; LEAL, T.; WALTZ, I.; MEDEIROS, A. Infodemia, desinformação e vacinas: a circulação de conteúdos em redes sociais antes e depois da covid-19. Liinc em revista, v. 17, 2021. DOI: 10.18617/liinc.v17i1.5689 Acesso em: 28 set. 2022.

Compartilhe
Altmetrics
Plum X Metrics
Refs
45
NLP

Referências

proprietyvalue
DescriptorInfodemia, desinformação e vacinas: a circulação de conteúdos em redes sociais antes e depois da COVID-19
MASSARANI, Luisa Medeiros; LEAL, Tatiane; WALTZ, Igor; MEDEIROS, Amanda
Liinc em revista, v. 17, 2021. () (pt-BR) 3
Identificadorhttp://revista.ibict.br/liinc/article/view/5689 (pt-BR) 3
IdentificadorDOI: 10.18617/liinc.v17i1.5689 (pt-BR) 3
TitleInfodemia, desinformação e vacinas: a circulação de conteúdos em redes sociais antes e depois da COVID-19 (pt-BR) 3
TitleInfodemic, disinformation and vaccines: the circulation of content on social networks before and after COVID-19 (en) 3
AuthorMASSARANI, Luisa Medeiros (pt-BR) 1
AuthorLEAL, Tatiane (pt-BR) 1
AuthorWALTZ, Igor (pt-BR) 1
AuthorMEDEIROS, Amanda (pt-BR) 1
Access Linkhttp://revista.ibict.br/liinc/article/view/5689/5286 (pt-BR) 3
IssueLiinc em revista, v. 17, 2021. (pt-BR) 2
Nome da PulicaçãoLiinc em revista (pt-BR) 1
Sessão () 3
Disponibilizado2021-06-18 (pt-BR) 1
hasAbstractA pandemia da COVID-19 está sendo acompanhada pela circulação de um grande volume de informações, em parte enganosas ou falsas, fenômeno conhecido como “infodemia”. A superabundância informativa dificulta a identificação de fontes confiáveis e pode afetar a adesão a medidas de contenção, como as vacinas. Neste artigo, investigamos os cem links sobre “vacina” que geraram mais engajamento nas redes sociais em 2020 e os comparamos com os de mais engajamento em 2018-2019, antes da pandemia. O objetivo é compreender os modos como a infodemia afeta o debate público sobre vacinação, como a desinformação aparece nessas conversações e quais são os posicionamentos, emissores e temas privilegiados. Identificamos que o engajamento médio aumentou 8,6 vezes e que a predominância de informações verificadas se manteve antes e durante a pandemia. Contudo, o engajamento da desinformação cresceu de maneira expressiva e seu perfil mudou: se em 2018-2019 predominavam os conteúdos totalmente falsos e emitidos por veículos não profissionais, em 2020 se destacam as informações distorcidas por manchetes sensacionalistas emitidas por veículos profissionais. Além disso, a instrumentalização política do debate sobre vacinação, presente nos dois contextos, chama a atenção para a relação entre desinformação e disputas narrativas. Esses resultados apontam a complexificação da infodemia e a necessidade de estratégias de combate à desinformação que levem em consideração os contextos econômicos e sociopolíticos da circulação de informações nas redes (pt-BR) 3
hasAbstractThe COVID-19 pandemic is being accompanied by the circulation of a large volume of information, partly misleading or false, a phenomenon known as “infodemic”. The profusion of information makes it difficult to identify reliable sources and can affect adherence to containment measures, such as vaccines. In this article, we investigated the 100 links about vaccines that generated the highest engagement on social media in 2020 and compared them with those with the highest engagement in 2018-2019, before the pandemic. The objective is to understand how infodemic affects the public debate on vaccination, how disinformation appears in these conversations, and what are the positions, emitters, and privileged themes. We found that the average engagement increased by 8.6 times and that the predominance of verified information remained before and during the pandemic. However, the engagement of disinformation has grown significantly and its profile has changed: if the false content, emitted by non-professional vehicles, predominated in 2018-2019, the information distorted by sensationalized headlines emitted by professional vehicles stands out in 2020. Besides, the political instrumentalization of the debate on vaccination, present in both contexts, draws attention to the relationship between disinformation and narrative disputes. These results point to the infodemic complexity and the need for strategies to combat disinformation that take into account the economic and socio-political contexts of the informative circulation on the networks (en) 3
hasFileStorage_repository/708/2022/06/oai_ojs_revista_ibict_br_article_5689#00051.pdf () 1
hasIdInfodemia, desinformação e vacinas: a circulação de conteúdos em redes sociais antes e depois da COVID-19
MASSARANI, Luisa Medeiros; LEAL, Tatiane; WALTZ, Igor; MEDEIROS, Amanda
Liinc em revista, v. 17, 2021. () () 3
SourceLiinc em Revista; Vol. 17 No. 1 (2021): Infodemic and Our Future; e5689 (pt-BR) 3
SourceLiinc em Revista; v. 17 n. 1 (2021): Infodemia e o Nosso Futuro; e5689 (pt-BR) 3
SourceLiinc em Revista; Vol. 17 Núm. 1 (2021): Infodemia e o Nosso Futuro; e5689 (es-ES) 3
Source1808-3536 () 3
ThemaInfodemic (pt-BR) 1
ThemaVacina (pt-BR) 1
ThemaDesinformação (pt-BR) 1
ThemaRede Social (pt-BR) 1
ThemaCovid-19 (es-ES) 1
ThemaVaccine (en) 1
ThemaDisinformation (en) 1
ThemaSocial Networks (en) 1
ThemaInfodemia (en) 1