Deconstructing myths of origin: the Portuguese language is a late phenomenon that comes from Galician and not from Phoenicians or Arabs
[Liinc em Revista; Vol. 17 No. 2 (2021): Decoloniality and Information Science: dialogical pathways; e5745]
Desconstruindo mitos de origem: a língua portuguesa é um fenómeno tardio que vem do galego e não de fenícios ou de árabes

Deconstruyendo mitos de origen: la lengua portuguesa es un fenómeno tardío que proviene del gallego y no de los fenicios o árabes

Deconstructing myths of origin: the Portuguese language is a late phenomenon that comes from Galician and not from Phoenicians or Arabs

Resumo: A grande ideia deste livro é que a Língua Portuguesa tem origens na Galiza (Espanha) e foi criada antes de Portugal existir como país. Trata-se de um trabalho que desconstrói as narrativas mestras, tão legitimadas, fazendo com que se naturalizasse a ideia falsa de que o português vem do fenício ou do árabe. A língua autonomizou-se e, hoje, são os galegos que se dizem faladores de português, o que não deixa de constituir uma grande ironia. O português é o quarto idioma mais falado no mundo.

Palavras-chave: Origem da Língua Portuguesa. Desconstrução da Narrativa Fundadora de Portugal. Galiza (Espanha).



Abstract: The great idea of this book is that the Portuguese language has origins in Galicia (Spain) and was created before Portugal existed. It is a work that deconstructs the master narratives, so legitimated, making the false idea that Portuguese comes from Phoenician or Arabic be naturalized. The language has become autonomous and, today, it is the Galicians who call themselves Portuguese speakers, which is still a great irony. Portuguese is the fourth most spoken language in the world.

Keywords: Origins of the Portuguese Language. Deconstruction of the Founding Narratives of Portugal. Galicia (Spain). Future.



Como citar
SOUSA, V. Desconstruindo mitos de origem: a língua portuguesa é um fenómeno tardio que vem do galego e não de fenícios ou de árabes. Liinc em revista, v. 17, 2021. DOI: 10.18617/liinc.v17i2.5745 Acesso em: 28 set. 2022.

Compartilhe
Altmetrics
Plum X Metrics
Refs
10
NLP

Referências

proprietyvalue
DescriptorDesconstruindo mitos de origem: a língua portuguesa é um fenómeno tardio que vem do galego e não de fenícios ou de árabes
SOUSA, Vítor de
Liinc em revista, v. 17, 2021. () (pt-BR) 3
Identificadorhttp://revista.ibict.br/liinc/article/view/5745 (pt-BR) 3
IdentificadorDOI: 10.18617/liinc.v17i2.5745 (pt-BR) 3
TitleDesconstruindo mitos de origem: a língua portuguesa é um fenómeno tardio que vem do galego e não de fenícios ou de árabes (pt-BR) 3
TitleDeconstruyendo mitos de origen: la lengua portuguesa es un fenómeno tardío que proviene del gallego y no de los fenicios o árabes (es-ES) 3
TitleDeconstructing myths of origin: the Portuguese language is a late phenomenon that comes from Galician and not from Phoenicians or Arabs (en) 3
AuthorSOUSA, Vítor de (pt-BR) 1
Access Linkhttp://revista.ibict.br/liinc/article/view/5745/5396 (pt-BR) 3
IssueLiinc em revista, v. 17, 2021. (pt-BR) 2
Nome da PulicaçãoLiinc em revista (pt-BR) 1
Sessão () 3
Disponibilizado2021-11-30 (pt-BR) 1
hasAbstractA grande ideia deste livro é que a Língua Portuguesa tem origens na Galiza (Espanha) e foi criada antes de Portugal existir como país. Trata-se de um trabalho que desconstrói as narrativas mestras, tão legitimadas, fazendo com que se naturalizasse a ideia falsa de que o português vem do fenício ou do árabe. A língua autonomizou-se e, hoje, são os galegos que se dizem faladores de português, o que não deixa de constituir uma grande ironia. O português é o quarto idioma mais falado no mundo. (pt-BR) 3
hasAbstractLa gran idea de este libro es que la lengua portuguesa tiene su origen en Galicia (España) y fue creada antes de que existiera Portugal. Es una obra que deconstruye las narrativas maestras, tan legitimadas, haciendo naturalizar la falsa idea de que el portugués proviene del fenicio o del árabe. La lengua se ha vuelto autónoma y, hoy en día, son los gallegos quienes se autodenominan portugueses, lo que sigue siendo una gran ironía. El portugués es el cuarto idioma más hablado del mundo. (es-ES) 3
hasAbstractThe great idea of this book is that the Portuguese language has origins in Galicia (Spain) and was created before Portugal existed. It is a work that deconstructs the master narratives, so legitimated, making the false idea that Portuguese comes from Phoenician or Arabic be naturalized. The language has become autonomous and, today, it is the Galicians who call themselves Portuguese speakers, which is still a great irony. Portuguese is the fourth most spoken language in the world. (en) 3
hasFileStorage_repository/708/2022/01/oai_ojs_revista_ibict_br_article_5745#00051.pdf () 1
hasIdDesconstruindo mitos de origem: a língua portuguesa é um fenómeno tardio que vem do galego e não de fenícios ou de árabes
SOUSA, Vítor de
Liinc em revista, v. 17, 2021. () () 3
SourceLiinc em Revista; Vol. 17 No. 2 (2021): Decoloniality and Information Science: dialogical pathways; e5745 (pt-BR) 3
SourceLiinc em Revista; v. 17 n. 2 (2021): Decolonialidade e Ciência da Informação: Veredas Dialógicas; e5745 (pt-BR) 3
SourceLiinc em Revista; Vol. 17 Núm. 2 (2021): Decolonialidad y ciencia de la información: Veredas de diálogos; e5745 (es-ES) 3
Source1808-3536 () 3
ThemaOrigem da Língua Portuguesa (pt-BR) 1
ThemaDesconstrução da Narrativa Fundadora de Portugal (pt-BR) 1
ThemaGaliza (Espanha) (pt-BR) 1
ThemaFuturo (es-ES) 1
ThemaOrigins of the Portuguese Language (en) 1
ThemaDeconstruction of the Founding Narratives of Portugal (en) 1
ThemaGalicia (Spain) (en) 1
ThemaFuture (en) 1