Intersectionality and crossroads: exuzilhamentos
[Liinc em Revista; Vol. 17 No. 2 (2021): Decoloniality and Information Science: dialogical pathways; e5783]
Opinião | Point of View
Interseccionalidade e encruzilhada: exuzilhamentos

Intersectionality and crossroads: exuzilhamentos

Resumo: A partir de questões suscitadas pelas palestras de Maria Aparecida Moura e Bianca Santana no encontro Decolonialidade e Ciência da Informação: veredas dialógicas, o artigo faz uma comparação inicial entre três conceitos distintos, mas correlatos: interseccionalidade, encruzilhada e exuzilhada. Para isso, toma como referência principal textos de Patricia Hill Collins e Sirma Bilge, Leda Maria Martins e Cidinha da Silva, respectivamente. Nesse percurso, avalia o modo como cada conceito busca representar a complexidade e heterogeneidade de experiências marginalizadas ou rarefeitas. Considerando alguns dilemas do primeiro conceito, entende que os dois últimos podem nos sugerir um conceito não essencialista de representação. Em todo caso, o artigo marca o início de uma discussão, aberta a outros caminhos e transformações, sublinhando o diálogo como "processo vital móvel"

Palavras-chave: Interseccionalidade. Encruzilhada. Representação.



Abstract: Based on issues raised by Maria Aparecida Moura and Bianca Santana´s lectures at the meeting Decoloniality and Information Science: dialogical paths, the article makes an initial comparison between three distinct but related concepts: intersectionality, crossroads and exuzilhada. For this, it takes as its main reference texts by Patricia Hill Collins and Sirma Bilge, Leda Maria Martins and Cidinha da Silva, respectively. Along the way, it assesses how each concept seeks to represent the complexity and heterogeneity of marginalized or rarefied experiences. Considering some dilemmas of the first concept, it understands that the last two can suggest a non-essentialist concept of representation. In any case, the article marks the beginning of a discussion, open to other paths and transformations, underlining the dialogue as a "moving vital process"

Keywords: Intersectionality. Crossroads. Exuzilhada. Representation.



Como citar
HONORATO, C.; HONORATO, S. Interseccionalidade e encruzilhada: exuzilhamentos. Liinc em revista, v. 17, 2021. DOI: 10.18617/liinc.v17i2.5783 Acesso em: 03 out. 2022.

Compartilhe
Plum X Metrics
Refs
8
NLP

Referências

proprietyvalue
DescriptorInterseccionalidade e encruzilhada: exuzilhamentos
HONORATO, Cayo; HONORATO, Suene
Liinc em revista, v. 17, 2021. (Opinião | Point of View) (pt-BR) 3
Identificadorhttp://revista.ibict.br/liinc/article/view/5783 (pt-BR) 3
IdentificadorDOI: 10.18617/liinc.v17i2.5783 (pt-BR) 3
TitleInterseccionalidade e encruzilhada: exuzilhamentos (pt-BR) 3
TitleIntersectionality and crossroads: exuzilhamentos (en) 3
AuthorHONORATO, Cayo (pt-BR) 1
AuthorHONORATO, Suene (pt-BR) 1
Access Linkhttp://revista.ibict.br/liinc/article/view/5783/5395 (pt-BR) 3
IssueLiinc em revista, v. 17, 2021. (pt-BR) 2
Nome da PulicaçãoLiinc em revista (pt-BR) 1
SessãoOpinião | Point of View (pt-BR) 1
Disponibilizado2021-11-30 (pt-BR) 1
hasAbstractA partir de questões suscitadas pelas palestras de Maria Aparecida Moura e Bianca Santana no encontro Decolonialidade e Ciência da Informação: veredas dialógicas, o artigo faz uma comparação inicial entre três conceitos distintos, mas correlatos: interseccionalidade, encruzilhada e exuzilhada. Para isso, toma como referência principal textos de Patricia Hill Collins e Sirma Bilge, Leda Maria Martins e Cidinha da Silva, respectivamente. Nesse percurso, avalia o modo como cada conceito busca representar a complexidade e heterogeneidade de experiências marginalizadas ou rarefeitas. Considerando alguns dilemas do primeiro conceito, entende que os dois últimos podem nos sugerir um conceito não essencialista de representação. Em todo caso, o artigo marca o início de uma discussão, aberta a outros caminhos e transformações, sublinhando o diálogo como "processo vital móvel" (pt-BR) 3
hasAbstractBased on issues raised by Maria Aparecida Moura and Bianca Santana´s lectures at the meeting Decoloniality and Information Science: dialogical paths, the article makes an initial comparison between three distinct but related concepts: intersectionality, crossroads and exuzilhada. For this, it takes as its main reference texts by Patricia Hill Collins and Sirma Bilge, Leda Maria Martins and Cidinha da Silva, respectively. Along the way, it assesses how each concept seeks to represent the complexity and heterogeneity of marginalized or rarefied experiences. Considering some dilemmas of the first concept, it understands that the last two can suggest a non-essentialist concept of representation. In any case, the article marks the beginning of a discussion, open to other paths and transformations, underlining the dialogue as a "moving vital process" (en) 3
hasFileStorage_repository/708/2022/01/oai_ojs_revista_ibict_br_article_5783#00051.pdf () 1
hasIdInterseccionalidade e encruzilhada: exuzilhamentos
HONORATO, Cayo; HONORATO, Suene
Liinc em revista, v. 17, 2021. (Opinião | Point of View) () 3
SourceLiinc em Revista; Vol. 17 No. 2 (2021): Decoloniality and Information Science: dialogical pathways; e5783 (pt-BR) 3
SourceLiinc em Revista; v. 17 n. 2 (2021): Decolonialidade e Ciência da Informação: Veredas Dialógicas; e5783 (pt-BR) 3
SourceLiinc em Revista; Vol. 17 Núm. 2 (2021): Decolonialidad y ciencia de la información: Veredas de diálogos; e5783 (es-ES) 3
Source1808-3536 () 3
ThemaInterseccionalidade (pt-BR) 1
ThemaEncruzilhada (pt-BR) 1
ThemaRepresentação (pt-BR) 1
ThemaIntersectionality (en) 1
ThemaCrossroads (en) 1
ThemaExuzilhada (en) 1
ThemaRepresentation (en) 1