Structural racism, epistemology of ignorance and the productivity of colonial discourse: impacts on the maintenance of the Palmares Cultural Foundation’s bibliographic collection
[Liinc em Revista; Vol. 17 No. 2 (2021): Decoloniality and Information Science: dialogical pathways; e5789]
Racismo estrutural, epistemologia da ignorância e a produtividade do discurso colonial: impactos na manutenção do acervo bibliográfico da Fundação Cultural Palmares

Structural racism, epistemology of ignorance and the productivity of colonial discourse: impacts on the maintenance of the Palmares Cultural Foundation’s bibliographic collection

Resumo: Neste artigo, foram sistematizados os conceitos de racismo estrutural, epistemologia da ignorância e produtividade do discurso colonial. Posteriormente, a partir de análise de conteúdos, elaborou-se uma cartografia de controvérsias, envolvendo diferentes atores sociais no contexto da publicação do relatório técnico “RETRATO DO ACERVO - Três décadas de dominação marxista na Fundação Cultural Palmares”. À luz do quadro teórico adotado, analisou-se um conjunto de controvérsias sociais, derivadas da publicação do relatório técnico, com o objetivo de compreender em termos empíricos, a produtividade, a permanência e os limites do discurso colonial em espaços de produção e circulação de conhecimento. Concluiu-se que, a assunção da epistemologia da ignorância em espaços de organização e difusão do conhecimento pode propiciar um ambiente dogmático e, por extensão, validar justificações epistêmicas parciais que tende a negar os efeitos da desigualdade cumulativa e da gestão unilateral dos registros da memória

Palavras-chave: Epistemologia da Ignorância. Discurso Colonial. Racismo Estrutural. Cartografia da Controvérsias.



Abstract: In this article, the concepts of structural racism, epistemology of ignorance and productivity of the colonial discourse are systematized. Subsequently, from content analysis, a cartography of controversies was elaborated, involving different social actors in the technical report publication context known as “RETRATO DO ACERVO - Três décadas de dominação marxista na Fundação Cultural Palmares”. According to the adopted theoretical framework, a set of social controversies, derived from the aforementioned published technical report, was analyzed with the aim of understanding the productivity in, as well as, the permanence and limits of the colonial discourse in knowledge production and circulation spaces, in empirical terms. It was concluded that the epistemology of ignorance assumption in spaces of knowledge organization and dissemination may provide a dogmatic knowledge environment and, by extension, validate partial epistemic justifications that tend to deny the effects of cumulative inequality and unilateral management of records, knowledge and social memory

Keywords: Epistemology of Ignorance. Colonial Discourse. Structrual Racism. Cartography of Controversies.



Como citar
MOURA, M. A. Racismo estrutural, epistemologia da ignorância e a produtividade do discurso colonial: impactos na manutenção do acervo bibliográfico da fundação cultural palmares. Liinc em revista, v. 17, 2021. DOI: 10.18617/liinc.v17i2.5789 Acesso em: 27 set. 2022.

Compartilhe
Plum X Metrics
Refs
20
NLP

Referências

proprietyvalue
DescriptorRacismo estrutural, epistemologia da ignorância e a produtividade do discurso colonial: impactos na manutenção do acervo bibliográfico da Fundação Cultural Palmares
MOURA, Maria Aparecida
Liinc em revista, v. 17, 2021. () (pt-BR) 3
Identificadorhttp://revista.ibict.br/liinc/article/view/5789 (pt-BR) 3
IdentificadorDOI: 10.18617/liinc.v17i2.5789 (pt-BR) 3
TitleRacismo estrutural, epistemologia da ignorância e a produtividade do discurso colonial: impactos na manutenção do acervo bibliográfico da Fundação Cultural Palmares (pt-BR) 3
TitleStructural racism, epistemology of ignorance and the productivity of colonial discourse: impacts on the maintenance of the Palmares Cultural Foundation’s bibliographic collection (en) 3
AuthorMOURA, Maria Aparecida (pt-BR) 1
Access Linkhttp://revista.ibict.br/liinc/article/view/5789/5398 (pt-BR) 3
IssueLiinc em revista, v. 17, 2021. (pt-BR) 2
Nome da PulicaçãoLiinc em revista (pt-BR) 1
Sessão () 3
Disponibilizado2021-11-30 (pt-BR) 1
hasAbstractNeste artigo, foram sistematizados os conceitos de racismo estrutural, epistemologia da ignorância e produtividade do discurso colonial. Posteriormente, a partir de análise de conteúdos, elaborou-se uma cartografia de controvérsias, envolvendo diferentes atores sociais no contexto da publicação do relatório técnico “RETRATO DO ACERVO - Três décadas de dominação marxista na Fundação Cultural Palmares”. À luz do quadro teórico adotado, analisou-se um conjunto de controvérsias sociais, derivadas da publicação do relatório técnico, com o objetivo de compreender em termos empíricos, a produtividade, a permanência e os limites do discurso colonial em espaços de produção e circulação de conhecimento. Concluiu-se que, a assunção da epistemologia da ignorância em espaços de organização e difusão do conhecimento pode propiciar um ambiente dogmático e, por extensão, validar justificações epistêmicas parciais que tende a negar os efeitos da desigualdade cumulativa e da gestão unilateral dos registros da memória (pt-BR) 3
hasAbstractIn this article, the concepts of structural racism, epistemology of ignorance and productivity of the colonial discourse are systematized. Subsequently, from content analysis, a cartography of controversies was elaborated, involving different social actors in the technical report publication context known as “RETRATO DO ACERVO - Três décadas de dominação marxista na Fundação Cultural Palmares”. According to the adopted theoretical framework, a set of social controversies, derived from the aforementioned published technical report, was analyzed with the aim of understanding the productivity in, as well as, the permanence and limits of the colonial discourse in knowledge production and circulation spaces, in empirical terms. It was concluded that the epistemology of ignorance assumption in spaces of knowledge organization and dissemination may provide a dogmatic knowledge environment and, by extension, validate partial epistemic justifications that tend to deny the effects of cumulative inequality and unilateral management of records, knowledge and social memory (en) 3
hasFileStorage_repository/708/2022/01/oai_ojs_revista_ibict_br_article_5789#00051.pdf () 1
hasIdRacismo estrutural, epistemologia da ignorância e a produtividade do discurso colonial: impactos na manutenção do acervo bibliográfico da Fundação Cultural Palmares
MOURA, Maria Aparecida
Liinc em revista, v. 17, 2021. () () 3
SourceLiinc em Revista; Vol. 17 No. 2 (2021): Decoloniality and Information Science: dialogical pathways; e5789 (pt-BR) 3
SourceLiinc em Revista; v. 17 n. 2 (2021): Decolonialidade e Ciência da Informação: Veredas Dialógicas; e5789 (pt-BR) 3
SourceLiinc em Revista; Vol. 17 Núm. 2 (2021): Decolonialidad y ciencia de la información: Veredas de diálogos; e5789 (es-ES) 3
Source1808-3536 () 3
ThemaEpistemologia da Ignorância (pt-BR) 1
ThemaDiscurso Colonial (pt-BR) 1
ThemaRacismo Estrutural (pt-BR) 1
ThemaCartografia da Controvérsias (pt-BR) 1
ThemaEpistemology of Ignorance (en) 1
ThemaColonial Discourse (en) 1
ThemaStructrual Racism (en) 1
ThemaCartography of Controversies (en) 1