Genealogy of an imaginary: Literature, Science and the Anthropocene
[Liinc em Revista; Vol. 18 No. 1 (2022): Challenges of Social Sciences in the Anthropocene; e5915]
Genealogia de um imaginário: Literatura, Ciência e o Antropoceno

Genealogy of an imaginary: Literature, Science and the Anthropocene

Resumo: O artigo traça uma genealogia do imaginário antropocênico dos últimos dois séculos, através de obras literárias, em busca de tropos e formas culturais que moldaram a percepção pública sobre o assunto. Parte da hipótese de que estes imaginários compartilhados dizem respeito tanto às lentes usadas para interpretar os fenômenos e ações atuais, considerando as interpretações do passado, como para a definição de horizontes de possibilidade. Seleciona e discute autores pioneiros da ficção científica (Verne, Wells), autores da década de 60 até chegar à produção literária contemporânea. Conclui que a capacidade da narrativa e da imaginação artística destas obras permite estimular experiências emocionais, estéticas e de vida que possibilitam uma melhor compreensão do Antropoceno e suas implicações

Palavras-chave: Anthropocène. Antropoceno. Literatura. Imaginário. Ciência. Meio-ambiente.



Abstract: The article traces a genealogy of the Anthropocene imaginary of the last two centuries, through literary works, in search of tropes and cultural forms that shaped public perception on the subject. It starts from the hypothesis that these shared imaginaries concern both the lenses used to interpret current phenomena and actions, considering the interpretations of the past, as well as the definition of horizons of possibility. It selects and discusses pioneering science fiction authors (Verne, Wells), authors from the 1960s to contemporary literary production. It concludes that the capacity of narrative and artistic imagination of these works allows stimulating emotional, aesthetic and life experiences that allow a better understanding of the Anthropocene and its implications

Keywords: Literature. Imaginary. Science. Environment.



Como citar
CRIPPA, G.; ALMEIDA, M. A. Genealogia de um imaginário: literatura, ciência e o antropoceno. Liinc em revista, v. 18, 2022. DOI: 10.18617/liinc.v18i1.5915 Acesso em: 28 set. 2022.

Compartilhe
Plum X Metrics
NLP
proprietyvalue
DescriptorGenealogia de um imaginário: Literatura, Ciência e o Antropoceno
CRIPPA, Giulia; ALMEIDA, Marco Antonio
Liinc em revista, v. 18, 2022. () (pt-BR) 3
Identificadorhttps://revista.ibict.br/liinc/article/view/5915 (pt-BR) 3
IdentificadorDOI: 10.18617/liinc.v18i1.5915 (pt-BR) 3
TitleGenealogia de um imaginário: Literatura, Ciência e o Antropoceno (pt-BR) 3
TitleGenealogy of an imaginary: Literature, Science and the Anthropocene (en) 3
AuthorCRIPPA, Giulia (pt-BR) 1
AuthorALMEIDA, Marco Antonio (pt-BR) 1
Access Linkhttps://revista.ibict.br/liinc/article/view/5915/5597 (pt-BR) 3
IssueLiinc em revista, v. 18, 2022. (pt-BR) 2
Nome da PulicaçãoLiinc em revista (pt-BR) 1
Sessão () 3
Disponibilizado2022-05-18 (pt-BR) 1
hasAbstractO artigo traça uma genealogia do imaginário antropocênico dos últimos dois séculos, através de obras literárias, em busca de tropos e formas culturais que moldaram a percepção pública sobre o assunto. Parte da hipótese de que estes imaginários compartilhados dizem respeito tanto às lentes usadas para interpretar os fenômenos e ações atuais, considerando as interpretações do passado, como para a definição de horizontes de possibilidade. Seleciona e discute autores pioneiros da ficção científica (Verne, Wells), autores da década de 60 até chegar à produção literária contemporânea. Conclui que a capacidade da narrativa e da imaginação artística destas obras permite estimular experiências emocionais, estéticas e de vida que possibilitam uma melhor compreensão do Antropoceno e suas implicações (pt-BR) 3
hasAbstractThe article traces a genealogy of the Anthropocene imaginary of the last two centuries, through literary works, in search of tropes and cultural forms that shaped public perception on the subject. It starts from the hypothesis that these shared imaginaries concern both the lenses used to interpret current phenomena and actions, considering the interpretations of the past, as well as the definition of horizons of possibility. It selects and discusses pioneering science fiction authors (Verne, Wells), authors from the 1960s to contemporary literary production. It concludes that the capacity of narrative and artistic imagination of these works allows stimulating emotional, aesthetic and life experiences that allow a better understanding of the Anthropocene and its implications (en) 3
hasFileStorage_repository/708/2022/05/oai_ojs_revista_ibict_br_article_5915#00051.pdf () 1
hasIdGenealogia de um imaginário: Literatura, Ciência e o Antropoceno
CRIPPA, Giulia; ALMEIDA, Marco Antonio
Liinc em revista, v. 18, 2022. () () 3
SourceLiinc em Revista; Vol. 18 No. 1 (2022): Challenges of Social Sciences in the Anthropocene; e5915 (pt-BR) 3
SourceLiinc em Revista; v. 18 n. 1 (2022): Desafios das Ciências Sociais no Antropoceno; e5915 (pt-BR) 3
SourceLiinc em Revista; Vol. 18 Núm. 1 (2022): Desafíos de las ciencias sociales en el Antropoceno; e5915 (es-ES) 3
Source1808-3536 () 3
ThemaAnthropocène (pt-BR) 1
ThemaAntropoceno (pt-BR) 1
ThemaLiteratura (pt-BR) 1
ThemaImaginário (pt-BR) 1
ThemaCiência (pt-BR) 1
ThemaMeio-ambiente (pt-BR) 1
ThemaLiterature (en) 1
ThemaImaginary (en) 1
ThemaScience (en) 1
ThemaEnvironment (en) 1