Climate denialism and its deleterious consequences: The European documentary film “The Campaign Against the Climate” as a case study
[Liinc em Revista; Vol. 18 No. 1 (2022): Challenges of Social Sciences in the Anthropocene; e5938]
O negacionismo climático e suas deletérias consequências: O filme-documentário europeu “A Campanha contra o Clima” como estudo de caso

Climate denialism and its deleterious consequences: The European documentary film “The Campaign Against the Climate” as a case study

Resumo: O negacionismo climático vem sendo compreendido, particularmente pela grande maioria da comunidade científica e por atores políticos mais diretamente envolvidos com a proteção ambiental como uma mera manifestação de ignorância de parcelas da população que não tiveram acesso ao conhecimento. Porém, com atuação difusa e quase sempre oculta (ou seja, de difícil visualização por parte da “pessoa comum”), os lobistas e os formadores de opinião pública que veiculavam o discurso negacionista a respeito das mudanças climáticas conseguiram, usufruir de uma ampla liberdade para agir disseminando seu discurso para a população em geral. Muitas vezes este tipo de atuação propagandista conta com um espaço na mídia semelhante (ou até mesmo maior) do que aquele conferido, por exemplo, aos cientistas. Neste contexto, dialogando criticamente com o negacionismo climático, o filme- documentário “A campanha contra o clima”, lançado em 2020, desoculta os meios de financiamento associáveis à atuação dos negacionistas climáticos. Particularmente a atuação do lobby exercido por representantes da indústria dos combustíveis fósseis é analisada em detalhes nesta obra cinematográfica. Por meio de análises comparativas e revisão bibliográfica sistêmica, com digressões focadas no documentário em questão, objetivamos estabelecer e analisar as inter-relações entre as estratégias, em geral ocultas, da “indústria do negacionismo” e as dificuldades para a mitigação das mudanças climáticas. Como resultado, buscaremos demonstrar quão complexo e difícil tem sido, mesmo no contexto de negociações multilaterais capitaneadas pelas Nações Unidas, superar os entraves estabelecidos pela atuação lobista, em especial, da indústria mundial do petróleo, e, enfim, mitigar as mudanças climáticas

Palavras-chave: Negacionismo Climático. Cinema Socioambiental. Mitigação da Mudança Climática. Poder Econômico. Indústria Petrolífera Mundial.



Abstract: Climate denialism has been understood, particularly by the vast majority of the scientific community and by environmentalist political actors as a mere manifestation of ignorance on the part of parts of the population. Who did not have access to knowledge? However, by acting diffusely and almost always in a typically hidden way (that is, difficult to see by the “common man,” that is, by most of the population), the lobbyists and public opinion makers who conveyed the denialist discourse on climate change have, so far, been able to enjoy broad freedom to act by disseminating their speech to the general population. Thus, this type of propagandist activity often has a similar (or even greater) space in the media than that given, for example, to scientists. In this context, in a typically critical dialogue with climate denialism, the documentary film “The campaign against the climate”, released in 2020, brings the associated financing means out of the shadows. Particularly, the role of the fossil fuel lobby is analysed in detail. Through comparative analyses and in-depth systemic bibliographic review and extensive digressions focused on the documentary in question, it aims to establish and analyse the interrelationships between the hidden strategies of this industry and climate change mitigation. It was possible to infer, as a result, how complex and challenging it has been, even in the context of multilateral negotiations led by the United Nations, to overcome the obstacles established by the Big Oil’s lobbying activity and, finally, mitigate climate change

Keywords: Climate Denialism. Socio-environmental Cinema. Mitigation of Climate Change. Economic Power. World Oil Industry.



Como citar
PIRES-OLIVEIRA, T.; SIMõES, A. F.; CARVALHO, M. B. O negacionismo climático e suas deletérias consequências: o filme-documentário europeu “a campanha contra o clima” como estudo de caso. Liinc em revista, v. 18, 2022. DOI: 10.18617/liinc.v18i1.5938 Acesso em: 27 set. 2022.

Compartilhe
Plum X Metrics
NLP
proprietyvalue
DescriptorO negacionismo climático e suas deletérias consequências: O filme-documentário europeu “A Campanha contra o Clima” como estudo de caso
PIRES-OLIVEIRA, Thiago; SIMõES, André Felipe; CARVALHO, Marcos Bernardino de
Liinc em revista, v. 18, 2022. () (pt-BR) 3
Identificadorhttps://revista.ibict.br/liinc/article/view/5938 (pt-BR) 3
IdentificadorDOI: 10.18617/liinc.v18i1.5938 (pt-BR) 3
TitleO negacionismo climático e suas deletérias consequências: O filme-documentário europeu “A Campanha contra o Clima” como estudo de caso (pt-BR) 3
TitleClimate denialism and its deleterious consequences: The European documentary film “The Campaign Against the Climate” as a case study (en) 3
AuthorPIRES-OLIVEIRA, Thiago (pt-BR) 1
AuthorSIMõES, André Felipe (pt-BR) 1
AuthorCARVALHO, Marcos Bernardino de (pt-BR) 1
Access Linkhttps://revista.ibict.br/liinc/article/view/5938/5600 (pt-BR) 3
IssueLiinc em revista, v. 18, 2022. (pt-BR) 2
Nome da PulicaçãoLiinc em revista (pt-BR) 1
Sessão () 3
Disponibilizado2022-05-19 (pt-BR) 1
hasAbstractO negacionismo climático vem sendo compreendido, particularmente pela grande maioria da comunidade científica e por atores políticos mais diretamente envolvidos com a proteção ambiental como uma mera manifestação de ignorância de parcelas da população que não tiveram acesso ao conhecimento. Porém, com atuação difusa e quase sempre oculta (ou seja, de difícil visualização por parte da “pessoa comum”), os lobistas e os formadores de opinião pública que veiculavam o discurso negacionista a respeito das mudanças climáticas conseguiram, usufruir de uma ampla liberdade para agir disseminando seu discurso para a população em geral. Muitas vezes este tipo de atuação propagandista conta com um espaço na mídia semelhante (ou até mesmo maior) do que aquele conferido, por exemplo, aos cientistas. Neste contexto, dialogando criticamente com o negacionismo climático, o filme- documentário “A campanha contra o clima”, lançado em 2020, desoculta os meios de financiamento associáveis à atuação dos negacionistas climáticos. Particularmente a atuação do lobby exercido por representantes da indústria dos combustíveis fósseis é analisada em detalhes nesta obra cinematográfica. Por meio de análises comparativas e revisão bibliográfica sistêmica, com digressões focadas no documentário em questão, objetivamos estabelecer e analisar as inter-relações entre as estratégias, em geral ocultas, da “indústria do negacionismo” e as dificuldades para a mitigação das mudanças climáticas. Como resultado, buscaremos demonstrar quão complexo e difícil tem sido, mesmo no contexto de negociações multilaterais capitaneadas pelas Nações Unidas, superar os entraves estabelecidos pela atuação lobista, em especial, da indústria mundial do petróleo, e, enfim, mitigar as mudanças climáticas (pt-BR) 3
hasAbstractEl negacionismo climático ha sido entendido, por la gran mayoría de la comunidad científica y por los actores políticos ambientalistas, como una mera manifestación de ignorancia por parte de sectores de la población que no han tenido acceso al conocimiento. Sin embargo, con una acción difusa y casi siempre oculta (es decir, difícil de ver por la “persona común”), los lobistas y formadores de opinión pública que transmitieron el discurso negacionista sobre el cambio climático lograron gozar de una amplia libertad de acción difundiendo su discurso a la población en general. Este tipo de actividad propagandística tiene un espacio similar (o incluso mayor) en los medios de comunicación que el que se le da, por ejemplo, a los científicos. En este contexto, el documental “La campaña contra el clima”, estrenado en 2020, devela las vías de financiación asociadas a las acciones de los negacionistas climáticos. En particular, analiza el papel del cabildeo de los representantes de la industria de los combustibles fósiles. Mediante análisis comparativos y revisión sistémica de la literatura, pretendemos establecer y analizar las interrelaciones entre las estrategias, habitualmente ocultas, de la “industria del negacionismo” y las dificultades para mitigar el cambio climático. En consecuencia, buscaremos demostrar cuán complejo y difícil ha sido, incluso en el contexto de negociaciones multilaterales lideradas por las Naciones Unidas, superar los obstáculos establecidos por el cabildeo, especialmente la industria petrolera mundial, y, finalmente, mitigar el cambio climático. (es-ES) 3
hasAbstractClimate denialism has been understood, particularly by the vast majority of the scientific community and by environmentalist political actors as a mere manifestation of ignorance on the part of parts of the population. Who did not have access to knowledge? However, by acting diffusely and almost always in a typically hidden way (that is, difficult to see by the “common man,” that is, by most of the population), the lobbyists and public opinion makers who conveyed the denialist discourse on climate change have, so far, been able to enjoy broad freedom to act by disseminating their speech to the general population. Thus, this type of propagandist activity often has a similar (or even greater) space in the media than that given, for example, to scientists. In this context, in a typically critical dialogue with climate denialism, the documentary film “The campaign against the climate”, released in 2020, brings the associated financing means out of the shadows. Particularly, the role of the fossil fuel lobby is analysed in detail. Through comparative analyses and in-depth systemic bibliographic review and extensive digressions focused on the documentary in question, it aims to establish and analyse the interrelationships between the hidden strategies of this industry and climate change mitigation. It was possible to infer, as a result, how complex and challenging it has been, even in the context of multilateral negotiations led by the United Nations, to overcome the obstacles established by the Big Oil’s lobbying activity and, finally, mitigate climate change (en) 3
hasFileStorage_repository/708/2022/05/oai_ojs_revista_ibict_br_article_5938#00051.pdf () 1
hasIdO negacionismo climático e suas deletérias consequências: O filme-documentário europeu “A Campanha contra o Clima” como estudo de caso
PIRES-OLIVEIRA, Thiago; SIMõES, André Felipe; CARVALHO, Marcos Bernardino de
Liinc em revista, v. 18, 2022. () () 3
SourceLiinc em Revista; Vol. 18 No. 1 (2022): Challenges of Social Sciences in the Anthropocene; e5938 (pt-BR) 3
SourceLiinc em Revista; v. 18 n. 1 (2022): Desafios das Ciências Sociais no Antropoceno; e5938 (pt-BR) 3
SourceLiinc em Revista; Vol. 18 Núm. 1 (2022): Desafíos de las ciencias sociales en el Antropoceno; e5938 (es-ES) 3
Source1808-3536 () 3
ThemaNegacionismo Climático (pt-BR) 1
ThemaCinema Socioambiental (pt-BR) 1
ThemaMitigação da Mudança Climática (pt-BR) 1
ThemaPoder Econômico (pt-BR) 1
ThemaIndústria Petrolífera Mundial (pt-BR) 1
ThemaClimate Denialism (en) 1
ThemaSocio-environmental Cinema (en) 1
ThemaMitigation of Climate Change (en) 1
ThemaEconomic Power (en) 1
ThemaWorld Oil Industry (en) 1