The affections in the reason’s artifacts: critical paths of truth in the Anthropocene
[Liinc em Revista; Vol. 18 No. 1 (2022): Challenges of Social Sciences in the Anthropocene; e5946]
Os afetos nos artefatos da razão: caminhos críticos da verdade no Antropoceno

The affections in the reason’s artifacts: critical paths of truth in the Anthropocene

Resumo: Trata-se de uma reflexão teórica sobre a noção de verdade objetiva associada ao artefato-linguagem “livro” (em sua ampla expressão histórica, para além do códice vegetal) como mediador determinista do conhecimento. O artigo focaliza o negacionismo científico no Antropoceno como um dos frutos do paradigma científico que contrapõe razão e afetividade, um problema ontológico da linguagem, de onde nasce a Ciência da Informação. O início do Antropoceno aqui se confunde com a máquina de reprodutibilidade da natureza encapsulada no livro, a partir do século XV. Como ciência social responsável pela organização, classificação e circulação dos saberes científicos oficializados, sua fundação - baseada no fetichismo da técnica como solução para o progresso - se mantém como um dos desafios a serem superados na contemporaneidade. Para o diálogo, parte-se da teoria trans-histórica de Lev Vygotsky, da noção de ruptura epistemológica em Bachelard e do conceito de tecnologia em Álvaro Vieira Pinto

Palavras-chave: Racionalidade. Afetividade. Verdade. Negacionismo. Antropoceno. Anthropocène.



Abstract: It is a theoretical reflection on the notion of objective truth associated with the “book” (in its broad historical expression, beyond the vegetal codex) as language-artifact as a deterministic mediator of knowledge. The article focuses on the scientific denialism in the Anthropocene as one of the fruits of the scientific paradigm that opposes reason and affectivity, an ontological problem of language, from which Information Science is born. The beginning of the Anthropocene here is confused with the nature’s machine of reproducibility, encapsulated by the book, from the 15th century onwards. As a social science responsible for the organization, classification and circulation of official scientific knowledge, its foundation - based on the fetishism of technique as a solution for progress - remains one of the challenges to be overcome in contemporary times. For the dialogue, we start with the transhistorical theory of Lev Vygotsky, the notion of epistemological rupture in Bachelard and the concept of technology in Álvaro Vieira Pinto

Keywords: Rationality. Affectivity. Truth. Denialism.



Como citar
DEBETTO, F. V. G.; MENEZES, V. S.; SALDANHA, G. S. Os afetos nos artefatos da razão: caminhos críticos da verdade no antropoceno. Liinc em revista, v. 18, 2022. Disponível em: http://hdl.handle.net/20.500.11959/brapci/195040. Acesso em: 03 out. 2022.

Compartilhe
Plum X Metrics
NLP
proprietyvalue
DescriptorOs afetos nos artefatos da razão: caminhos críticos da verdade no Antropoceno
DEBETTO, Fernanda do Valle Galvão; MENEZES, Vinícios Souza de; SALDANHA, Gustavo da Silva
Liinc em revista, v. 18, 2022. () (pt-BR) 3
Identificadorhttps://revista.ibict.br/liinc/article/view/5946 (pt-BR) 3
TitleOs afetos nos artefatos da razão: caminhos críticos da verdade no Antropoceno (pt-BR) 3
TitleThe affections in the reason’s artifacts: critical paths of truth in the Anthropocene (en) 3
AuthorDEBETTO, Fernanda do Valle Galvão (pt-BR) 1
AuthorMENEZES, Vinícios Souza de (pt-BR) 1
AuthorSALDANHA, Gustavo da Silva (pt-BR) 1
Access Linkhttps://revista.ibict.br/liinc/article/view/5946/5601 (pt-BR) 3
IssueLiinc em revista, v. 18, 2022. (pt-BR) 2
Nome da PulicaçãoLiinc em revista (pt-BR) 1
Sessão () 3
Disponibilizado2022-05-20 (pt-BR) 1
hasAbstractTrata-se de uma reflexão teórica sobre a noção de verdade objetiva associada ao artefato-linguagem “livro” (em sua ampla expressão histórica, para além do códice vegetal) como mediador determinista do conhecimento. O artigo focaliza o negacionismo científico no Antropoceno como um dos frutos do paradigma científico que contrapõe razão e afetividade, um problema ontológico da linguagem, de onde nasce a Ciência da Informação. O início do Antropoceno aqui se confunde com a máquina de reprodutibilidade da natureza encapsulada no livro, a partir do século XV. Como ciência social responsável pela organização, classificação e circulação dos saberes científicos oficializados, sua fundação - baseada no fetichismo da técnica como solução para o progresso - se mantém como um dos desafios a serem superados na contemporaneidade. Para o diálogo, parte-se da teoria trans-histórica de Lev Vygotsky, da noção de ruptura epistemológica em Bachelard e do conceito de tecnologia em Álvaro Vieira Pinto (pt-BR) 3
hasAbstractIt is a theoretical reflection on the notion of objective truth associated with the “book” (in its broad historical expression, beyond the vegetal codex) as language-artifact as a deterministic mediator of knowledge. The article focuses on the scientific denialism in the Anthropocene as one of the fruits of the scientific paradigm that opposes reason and affectivity, an ontological problem of language, from which Information Science is born. The beginning of the Anthropocene here is confused with the nature’s machine of reproducibility, encapsulated by the book, from the 15th century onwards. As a social science responsible for the organization, classification and circulation of official scientific knowledge, its foundation - based on the fetishism of technique as a solution for progress - remains one of the challenges to be overcome in contemporary times. For the dialogue, we start with the transhistorical theory of Lev Vygotsky, the notion of epistemological rupture in Bachelard and the concept of technology in Álvaro Vieira Pinto (en) 3
hasFileStorage_repository/708/2022/05/oai_ojs_revista_ibict_br_article_5946#00051.pdf () 1
hasIdOs afetos nos artefatos da razão: caminhos críticos da verdade no Antropoceno
DEBETTO, Fernanda do Valle Galvão; MENEZES, Vinícios Souza de; SALDANHA, Gustavo da Silva
Liinc em revista, v. 18, 2022. () () 3
SourceLiinc em Revista; Vol. 18 No. 1 (2022): Challenges of Social Sciences in the Anthropocene; e5946 (pt-BR) 3
SourceLiinc em Revista; v. 18 n. 1 (2022): Desafios das Ciências Sociais no Antropoceno; e5946 (pt-BR) 3
SourceLiinc em Revista; Vol. 18 Núm. 1 (2022): Desafíos de las ciencias sociales en el Antropoceno; e5946 (es-ES) 3
Source1808-3536 () 3
ThemaRacionalidade (pt-BR) 1
ThemaAfetividade (pt-BR) 1
ThemaVerdade (pt-BR) 1
ThemaNegacionismo (pt-BR) 1
ThemaAntropoceno (pt-BR) 1
ThemaAnthropocène (pt-BR) 1
ThemaRationality (en) 1
ThemaAffectivity (en) 1
ThemaTruth (en) 1
ThemaDenialism (en) 1