Information organization in medical records: a Popperian approach
[Informação & Tecnologia; v. 1, n. 1 (2014): Informação & Tecnologia; 29-41]
Artigo de Pesquisa
Organização da informação em prontuários de pacientes: uma abordagem Popperiana

Information organization in medical records: a Popperian approach

Resumo: Prontuários de pacientes são documentos essenciais para a condução das práticas de cuidados à saúde. A quantidade, a variedade e a complexidade dos dados contidos em prontuários de pacientes têm exigido o uso de sistemas de informação em saúde, objetivando melhor atendimento aos envolvidos, sejam profissionais de saúde ou pacientes. Nos últimos anos, duas abordagens para organização da informação têm sido amplamente adotadas para fundamentar sistemas de informação em saúde: as ontologias e os modelos de informação em saúde. No presente artigo, desenvolve-se um esquema de análise baseado na teoria dos três mundos de Karl Popper com o objetivo de explicar as operações que tem lugar quando da criação e da manipulação de um prontuário de pacientes em atendimentos clínicos. Através desse esquema é possível distinguir diferentes tipos de dados presentes em um prontuário, o que proporciona melhor entendimento da documentação médica e melhores possibilidades de uso dessa documentação como fonte de dados para as duas abordagens de organização da informação citadas. O esquema proposto identifica quatro tipos principais de dados e é testado em uma descrição de um caso clínico. Finalmente, apresentam-se considerações e recomendações sobre o uso dos tipos de dados identificados em sistemas de informação em saúde.

Palavras-chave: 1 Ciência da Informação. Organização da Informação.



Abstract: Medical records are crucial resources for the entirety of standard healthcare practice. The amount, variety and complexity of data contained in records stored in medical institutions have required the use of information systems, with the aim to better meet the expectations of healthcare professionals and patients. In recent years, two approaches for information organization have been widely adopted to provide basis for medical information systems: ontologies and healthcare information models. In this paper, we develop a framework based on the theory of Three Worlds by Karl Popper in order to explain the processes that take place when medical records are created and manipulated in an encounter between a physician and a patient. Using this framework, we are able to distinguish different kinds of data available in medical records, which provides a better understanding of medical documentation. This increases the possibility of using such documentation as a data source for the previously mentioned approaches for information organization. The proposed framework allows the identification of four kinds of data and then it is tested in a description of a real clinical case. Finally, we present remarks and recommendations about the use of the identified kinds of data in the scope of medical information systems.

Keywords:



Como citar
ALMEIDA, M. B.; ANDRADE, A. Q. Organização da informação em prontuários de pacientes: uma abordagem popperiana. Informação & Tecnologia, v. 1, n. 1, p. 29-41, 2014. Disponível em: http://hdl.handle.net/20.500.11959/brapci/41297. Acesso em: 27 set. 2022.

Compartilhe
Plum X Metrics
NLP
proprietyvalue
DescriptorOrganização da informação em prontuários de pacientes: uma abordagem Popperiana
ALMEIDA, Maurício Barcellos; ANDRADE, André Queiroz
Informação & Tecnologia, n. 1, v. 1, p. 29-41, 2014. (Artigo de Pesquisa) (pt-BR) 3
Identificadorhttp://www.periodicos.ufpb.br/index.php/itec/article/view/19195 (pt-BR) 3
TitleOrganização da informação em prontuários de pacientes: uma abordagem Popperiana (pt-BR) 3
TitleInformation organization in medical records: a Popperian approach (en) 3
AuthorALMEIDA, Maurício Barcellos (pt-BR) 1
AuthorANDRADE, André Queiroz (pt-BR) 1
Access Linkhttp://www.periodicos.ufpb.br/index.php/itec/article/view/19195/11013 (pt-BR) 3
Access Linkhttp://www.periodicos.ufpb.br/index.php/itec/article/view/19195/10982 (pt-BR) 3
IssueInformação & Tecnologia, n. 1, v. 1, 2014. (pt-BR) 2
Nome da PulicaçãoInformação & Tecnologia (pt-BR) 1
SessãoArtigo de Pesquisa (pt-BR) 1
Disponibilizado2014-06-15 (pt-BR) 1
hasAbstractProntuários de pacientes são documentos essenciais para a condução das práticas de cuidados à saúde. A quantidade, a variedade e a complexidade dos dados contidos em prontuários de pacientes têm exigido o uso de sistemas de informação em saúde, objetivando melhor atendimento aos envolvidos, sejam profissionais de saúde ou pacientes. Nos últimos anos, duas abordagens para organização da informação têm sido amplamente adotadas para fundamentar sistemas de informação em saúde: as ontologias e os modelos de informação em saúde. No presente artigo, desenvolve-se um esquema de análise baseado na teoria dos três mundos de Karl Popper com o objetivo de explicar as operações que tem lugar quando da criação e da manipulação de um prontuário de pacientes em atendimentos clínicos. Através desse esquema é possível distinguir diferentes tipos de dados presentes em um prontuário, o que proporciona melhor entendimento da documentação médica e melhores possibilidades de uso dessa documentação como fonte de dados para as duas abordagens de organização da informação citadas. O esquema proposto identifica quatro tipos principais de dados e é testado em uma descrição de um caso clínico. Finalmente, apresentam-se considerações e recomendações sobre o uso dos tipos de dados identificados em sistemas de informação em saúde. (pt-BR) 3
hasAbstractMedical records are crucial resources for the entirety of standard healthcare practice. The amount, variety and complexity of data contained in records stored in medical institutions have required the use of information systems, with the aim to better meet the expectations of healthcare professionals and patients. In recent years, two approaches for information organization have been widely adopted to provide basis for medical information systems: ontologies and healthcare information models. In this paper, we develop a framework based on the theory of Three Worlds by Karl Popper in order to explain the processes that take place when medical records are created and manipulated in an encounter between a physician and a patient. Using this framework, we are able to distinguish different kinds of data available in medical records, which provides a better understanding of medical documentation. This increases the possibility of using such documentation as a data source for the previously mentioned approaches for information organization. The proposed framework allows the identification of four kinds of data and then it is tested in a description of a real clinical case. Finally, we present remarks and recommendations about the use of the identified kinds of data in the scope of medical information systems. (en) 3
hasFileStorage_repository/348/2018/10/oai_periodicos_ufpb_br_article_19195#00021.htm () 1
hasIdOrganização da informação em prontuários de pacientes: uma abordagem Popperiana
ALMEIDA, Maurício Barcellos; ANDRADE, André Queiroz
Informação & Tecnologia, n. 1, v. 1, p. 29-41, 2014. (Artigo de Pesquisa) () 3
hasPageEnd41 (pt-BR) 1
hasPageStart29 (pt-BR) 1
SourceInformação & Tecnologia; v. 1, n. 1 (2014): Informação & Tecnologia; 29-41 (pt-BR) 3
Source2358-3908 (pt-BR) 3
SourceInformation & Technology; v. 1, n. 1 (2014): Informação & Tecnologia; 29-41 (en) 3
Thema1 Ciência da Informação (pt-BR) 1
ThemaOrganização da Informação (pt-BR) 1