ARCHIVAL HANDLING OF PATIENT RECORDS: a terminological counterpoint to Galvão Ferreira and Ricarte
[Revista Analisando em Ciência da Informação, v. 4, n. especial, 2016, p. Artigo-Artigo.]
Artigo Científico
TRATAMENTO ARQUIVÍSTICO DO PRONTUÁRIO DO PACIENTE: um contraponto terminológico a Galvão, Ferreira E Ricarte

ARCHIVAL HANDLING OF PATIENT RECORDS: a terminological counterpoint to Galvão Ferreira and Ricarte

Resumo: As especificidades do corpus teórico e dos elementos que norteiam cientificamente uma área do conhecimento são requisitos essenciais à sua consolidação. Com a Arquivística não é diferente. Nesse sentido, este trabalho apresenta um contraponto terminológico e conceitual às afirmações de Galvão, Ferreira e Ricarte (2014), em seu texto “Usuários de informação sobre saúde”, quando esses afirmam que prontuários do paciente são informações que “podem ser caracterizadas” de modo arquivístico e, ainda mais, inserem tais documentos no contexto de “coleção de informação”. A despeito da contribuição dos autores para a ciência médica, este trabalho argumenta arquivisticamente a importância da coerência terminológica e as implicações práticas distoantes diante de possíveis desvios conceituais no tocante a documentos de arquivo – caso dos prontuários de paciente. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica e de cunho qualitativo que lança mão de dois princípios básicos fundamentais da Arquivologia: o da organicidade e da proveniência. Os resultados apontam para a necessidade de alerta sobre a compreensão de base das terminologias arquivísticas, reforça o olhar interdisciplinar para a produção científica entre as várias áreas do conhecimento e consolida o prontuário do paciente como um documento inegavelmente arquivístico em gênese e função.

Palavras-chave: Pronturio do Paciente. Documento de Arquivo. Terminologia Arquivstica.



Abstract: The peculiarities of the theoretical corpus and the elements that scientifically guide an area of knowledge are essential requirements to its consolidation. In Archivist is no different. In this sense, this work presents a terminological and conceptual counterpoint to Galvão, Ferreira and Ricarte (2014) statements, in the article "health information users" when these claim that patient records are information that "can be characterized" under aspect of archival science and also classify these documents as "collection of information". Despite the contribution of the authors to medical science, this article uses archival arguments on the importance of terminological consistency and dissonant practical implications in the use of possible conceptual deviations from archival documents - the case of patient records. This is a bibliographic research and qualitative approach that makes use of two fundamental basics of Archivology: the organic nature and principle of provenance. The results indicate the need for warning about the basic understanding of archival terminology, reinforces the need for interdisciplinarity in scientific production between different areas of knowledge and consolidates the patient´s record as an undeniably archival document from its origin and function.

Keywords: Patient Records. Archive File. Archival Terminology.



Como citar
FRANçA, H. E. C.; SOUZA, J. F.; CHAVES, E. B. Tratamento arquivístico do prontuário do paciente: um contraponto terminológico a galvão, ferreira e ricarte. Revista Analisando em Ciência da Informação, v. 4, n. Especial, 2016. Disponível em: http://hdl.handle.net/20.500.11959/brapci/80962. Acesso em: 27 set. 2022.

Compartilhe
Plum X Metrics
NLP
proprietyvalue
DescriptorTRATAMENTO ARQUIVÍSTICO DO PRONTUÁRIO DO PACIENTE: um contraponto terminológico a Galvão, Ferreira E Ricarte
FRANçA, Henrique Elias Cabral; SOUZA, Joseane Farias de; CHAVES, Everaldo Bezerra
Revista Analisando em Ciência da Informação, n. Especial, v. 4, 2016. (Artigo Científico) (pt-BR) 3
Identificadorhttp://www.brapci.inf.br/index.php/article/view/0000028518 (pt-BR) 3
TitleTRATAMENTO ARQUIVÍSTICO DO PRONTUÁRIO DO PACIENTE: um contraponto terminológico a Galvão, Ferreira E Ricarte (pt-BR) 3
TitleARCHIVAL HANDLING OF PATIENT RECORDS: a terminological counterpoint to Galvão Ferreira and Ricarte (en) 3
AuthorFRANçA, Henrique Elias Cabral (pt-BR) 1
AuthorSOUZA, Joseane Farias de (pt-BR) 1
AuthorCHAVES, Everaldo Bezerra (pt-BR) 1
Access Linkhttp://www.brapci.inf.br/index.php/article/download/60534 (pt-BR) 3
Access LinkPDF:_repositorio/2018/01/pdf_872af6060b_0000028518.pdf (pt-BR) 3
IssueRevista Analisando em Ciência da Informação, n. Especial, v. 4, 2016. (pt-BR) 2
Nome da PulicaçãoRevista Analisando em Ciência da Informação (pt-BR) 1
SessãoArtigo Científico (pt-BR) 1
Disponibilizado2016-01-01 (pt-BR) 1
hasAbstractAs especificidades do corpus teórico e dos elementos que norteiam cientificamente uma área do conhecimento são requisitos essenciais à sua consolidação. Com a Arquivística não é diferente. Nesse sentido, este trabalho apresenta um contraponto terminológico e conceitual às afirmações de Galvão, Ferreira e Ricarte (2014), em seu texto “Usuários de informação sobre saúde”, quando esses afirmam que prontuários do paciente são informações que “podem ser caracterizadas” de modo arquivístico e, ainda mais, inserem tais documentos no contexto de “coleção de informação”. A despeito da contribuição dos autores para a ciência médica, este trabalho argumenta arquivisticamente a importância da coerência terminológica e as implicações práticas distoantes diante de possíveis desvios conceituais no tocante a documentos de arquivo – caso dos prontuários de paciente. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica e de cunho qualitativo que lança mão de dois princípios básicos fundamentais da Arquivologia: o da organicidade e da proveniência. Os resultados apontam para a necessidade de alerta sobre a compreensão de base das terminologias arquivísticas, reforça o olhar interdisciplinar para a produção científica entre as várias áreas do conhecimento e consolida o prontuário do paciente como um documento inegavelmente arquivístico em gênese e função. (pt-BR) 3
hasAbstractThe peculiarities of the theoretical corpus and the elements that scientifically guide an area of knowledge are essential requirements to its consolidation. In Archivist is no different. In this sense, this work presents a terminological and conceptual counterpoint to Galvão, Ferreira and Ricarte (2014) statements, in the article "health information users" when these claim that patient records are information that "can be characterized" under aspect of archival science and also classify these documents as "collection of information". Despite the contribution of the authors to medical science, this article uses archival arguments on the importance of terminological consistency and dissonant practical implications in the use of possible conceptual deviations from archival documents - the case of patient records. This is a bibliographic research and qualitative approach that makes use of two fundamental basics of Archivology: the organic nature and principle of provenance. The results indicate the need for warning about the basic understanding of archival terminology, reinforces the need for interdisciplinarity in scientific production between different areas of knowledge and consolidates the patient´s record as an undeniably archival document from its origin and function. (en) 3
hasFileStorage_repository/675/2018/09/oai_brapci_inf_br_article_28518#00045.pdf () 1
hasIdTRATAMENTO ARQUIVÍSTICO DO PRONTUÁRIO DO PACIENTE: um contraponto terminológico a Galvão, Ferreira E Ricarte
FRANçA, Henrique Elias Cabral; SOUZA, Joseane Farias de; CHAVES, Everaldo Bezerra
Revista Analisando em Ciência da Informação, n. Especial, v. 4, 2016. (Artigo Científico) () 3
SourceRevista Analisando em Ciência da Informação, v. 4, n. especial, 2016, p. Artigo-Artigo. (pt-BR) 3
ThemaPronturio do Paciente (pt-BR) 1
ThemaDocumento de Arquivo (pt-BR) 1
ThemaTerminologia Arquivstica (pt-BR) 1
ThemaPatient Records (en) 1
ThemaArchive File (en) 1
ThemaArchival Terminology (en) 1