Informática nos tribunais e a teoria do risco global
[Liinc em Revista; v. 1, n. 2 (2005): Desafios da Sociedade da Informação]
Desafio da Sociedade da Informação | Challenge of the Information Society
Informática nos tribunais e a teoria do risco global

Resumo: O trabalho visa estabelecer uma interface entre as preocupações que envolvem os perigos inerentes à aplicação da informática nos tribunais e a moderna teoria social do risco. Admitindo a informatização dos tribunais brasileiros como um fenômeno do nosso tempo, pretende-se contextualizar o risco como muito mais que uma preocupação transversal, mas como paradigma da contemporaneidade, uma vez adotado o conceito de modernidade reflexiva formulado por Ulrich Beck, onde os laços de confiança e agregação social (notadamente nos sistemas peritos de Anthony Giddens) se liquefazem. Em especial é feita a análise acerca dos riscos globais aos quais nos expomos ao dedicar parte da administração de nossas relações coletivas a recursos computacionais, virtuais (com ênfase em artigo de Josh Van Loon). Palavras-chave: Ciência, técnica e modernidade - Sociedade do Risco Global – Informatização dos Tribunais - Ulrich Beck - Modernidade Reflexiva.

Palavras-chave:



Como citar
FRAGALE, R.; FONTAINHA, F. C. Informática nos tribunais e a teoria do risco global. Liinc em revista, v. 1, n. 2, 2005. DOI: 10.18617/liinc.v1i2.193 Acesso em: 03 out. 2022.

Compartilhe
Plum X Metrics
NLP
proprietyvalue
DescriptorInformática nos tribunais e a teoria do risco global
FRAGALE, Roberto; FONTAINHA, Fernando de Castro
Liinc em revista, n. 2, v. 1, 2005. (Desafio da Sociedade da Informação | Challenge of the Information Society) (pt-BR) 3
Identificadorhttp://revista.ibict.br/liinc/article/view/3089 (pt-BR) 3
IdentificadorDOI: 10.18617/liinc.v1i2.193 (pt-BR) 3
TitleInformática nos tribunais e a teoria do risco global (pt-BR) 3
AuthorFRAGALE, Roberto (pt-BR) 1
AuthorFONTAINHA, Fernando de Castro (pt-BR) 1
Access Linkhttp://revista.ibict.br/liinc/article/view/3089/2785 (pt-BR) 3
IssueLiinc em revista, n. 2, v. 1, 2005. (pt-BR) 2
Nome da PulicaçãoLiinc em revista (pt-BR) 1
SessãoDesafio da Sociedade da Informação | Challenge of the Information Society (pt-BR) 1
Disponibilizado2006-10-13 (pt-BR) 1
hasAbstractO trabalho visa estabelecer uma interface entre as preocupações que envolvem os perigos inerentes à aplicação da informática nos tribunais e a moderna teoria social do risco. Admitindo a informatização dos tribunais brasileiros como um fenômeno do nosso tempo, pretende-se contextualizar o risco como muito mais que uma preocupação transversal, mas como paradigma da contemporaneidade, uma vez adotado o conceito de modernidade reflexiva formulado por Ulrich Beck, onde os laços de confiança e agregação social (notadamente nos sistemas peritos de Anthony Giddens) se liquefazem. Em especial é feita a análise acerca dos riscos globais aos quais nos expomos ao dedicar parte da administração de nossas relações coletivas a recursos computacionais, virtuais (com ênfase em artigo de Josh Van Loon). Palavras-chave: Ciência, técnica e modernidade - Sociedade do Risco Global – Informatização dos Tribunais - Ulrich Beck - Modernidade Reflexiva. (pt-BR) 3
hasFileStorage_repository/708/2018/09/oai_ojs_revista_ibict_br_article_3089#00051.pdf () 1
hasIdInformática nos tribunais e a teoria do risco global
FRAGALE, Roberto; FONTAINHA, Fernando de Castro
Liinc em revista, n. 2, v. 1, 2005. (Desafio da Sociedade da Informação | Challenge of the Information Society) () 3
SourceLiinc em Revista; v. 1, n. 2 (2005): Desafios da Sociedade da Informação (pt-BR) 3
Source1808-3536 () 3